No Iraque, 17 militares e 40 jihadistas são mortos em ataques do Estado Islâmico

O grupo Estado Islâmico atacou duas bases do Exército em localidades da região ocidental do Iraque, provocando confrontos que mataram pelo menos 17 militares e 40 jihadistas, disseram nesta quinta-feira (2) fontes médicas e das forças de segurança do país. Sete policiais e quatro soldados foram mortos no ataque ao quartel-general da polícia de Heet e seis militares do Exército foram mortos no ataque a uma base militar em Ramadi.

Em Heet, uma cidade no Eufrates situada a cerca de 150 quilômetros (km) a oeste de Bagdá, o ataque foi lançado por 25 combatentes armados pouco depois da meia-noite. Em Ramadi, a menos de 100 km a oeste de Bagdá, ataque semelhante teve como alvo o quartel da 8ª Brigada, nos arredores da cidade, ontem (1º).

O médico do hospital de Ramadi Ahmed Al Ani confirmou que a unidade recebeu os corpos de três membros da força de elite antiterrorismo, incluindo um coronel e três soldados. Heet e Ramadi estão entre os poucos locais da província de Anbar sob controle do governo iraquiano..