Bolsonaro anuncia que vai trocar embaixador brasileiro em Washington

Pela segunda vez desde a posse, o presidente Jair Bolsonaro chamou jornalistas para um café da manhã no Palácio do Planalto. Às vésperas de uma viagem para os Estados Unidos, Bolsonaro anunciou que vai trocar o embaixador neste país.

Estavam presentes o vice-presidente Hamilton Mourão, os ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, da Secretaria Geral da Presidência, Floriano Peixoto, e o porta-voz Otávio do Rêgo Barros, que organizou a reunião.

O presidente Jair Bolsonaro disse ter convicção de que a reforma da Previdência será aprovada na Câmara e no Senado ainda neste semestre.

Questionado sobre o prazo estar apertado, ele disse acreditar que a tramitação será mais fácil no Senado porque há no plenário muitos ex-governadores que sabem da importância da reforma para equilibrar as contas públicas do país. Bolsonaro afirmou que vai ser possível contar com votos até de partidos de oposição como o PT.

Durante a conversa, o presidente afirmou que deve trocar os embaixadores em pelo menos 15 países importantes, entre eles França e Estados Unidos. Bolsonaro disse que a imagem dele não está boa no exterior, que é apresentado como ditador, racista e homofóbico e que não é nada disso.

Ele vai trocar o embaixador de Washington, Sérgio Amaral, mas disse que será depois da viagem oficial aos Estados Unidos na semana que vem.

No encontro com o presidente norte-americano Donald Trump, Bolsonaro disse que devem ser assinados três acordos, entre eles o de tributação de produtos e outro sobre a base militar de Alcântara, no Maranhão.

 

 

Fonte: Redação Braziliantimes