Presidente promete reforma imigratória se orçamaneto para construção do muro for liberado.

No sábado, dia 19, o presidente Donald Trump, deu mais um passo na tentativa de conseguir um orçamento para construir o muro na fronteira dos Estados Unidos com o México. Ele garantiu proteção temporária para imigrantes indocumentados que chegaram ao país quando ainda eram crianças e que acabaria com o “shutdown” (paralisação do Governo).

O presidente acrescentou, ainda, que os EUA vivem as consequências de um serviço de imigração que foi tratada de forma errada ao longo dos anos. O discurso anunciado a provável reforma imigratória foi feito na Casa Branca e ele prometeu resolver a crise imigratória do país.

Para colocar fim ao “shutdown”, que já dura quase um mês, Trump propôs alargar a proteção aos jovens imigrantes em situação ilegal que entraram no país quando crianças, em troca de US$5,7 mil milhões para construir o muro. Mas os democratas rejeitaram a proposta.

Em seu discurso, Trump disse que estava a oferecer um “compromisso de senso comum que ambas as partes deveriam adotar”.

Veja alguns pontos da proposta apresentada pelo presidente: Liberar a quantia de US$ 800 milhões para ajuda humanitária para famílias que chegaram pela fronteira; Liberação de mais de US$ 800 milhões para contratar mais 2 mil agentes fronteiriços; A contratação de 75 novos juízes de imigração.

Além disso, o presidente também colocou em sua proposta a liberação de US$ 5,7 bilhões para o início da construção de um muro de metal ao longo da fronteira. Ele ofereceu um plano de visto temporário por três anos para os 700 mil jovens protegidos pelo DACA, o que daria direito ao Social Security, Autorização de Trabalho e proteção contra a deportação;

O presidente também ofereceu Visto temporário de 3 anos para mais de 300 mil pessoas do TPS, programa que foi encerrado por ele mesmo. Cumprindo todas estas normas, Trump garantiu a reabertura do governo e a volta dos funcionários federais ao trabalho.

De acordo com a administração do presidente, o senador Mitch McConnel, líder no Senado, vai apresentar a proposta nesta semana. “Assim que a construção do muro receber o dinheiro, as negociações sobre a reforma imigratória terão início”, garantiu. “Todo mundo quer uma reforma nas leis de imigração”, finalizou.

Fonte: Redação Braziliantimes