O grupo de imigrantes que estão aptos a votar nos Estados Unidos já é considerável, de acordo com uma nova análise realizada pelo Pew Research Center e dados do Censo dos EUA. De acordo com as informações, um número recorde de 23 milhões cidadãos naturalizados está elegível para votar nas eleições presidenciais de 2020 – cerca de 10% do eleitorado geral do país.
O número de eleitores elegíveis nascidos fora dos EUA que obtiveram cidadania por naturalização aumentou 93% desde 2000. Para comparar, a população elegível nascida nos EUA cresceu apenas 18%, partindo de 181 milhões em 2000 para 215 milhões em 2020.

A maioria dos imigrantes elegíveis é de países hispânicos ou asiáticos, segundo a pesquisa, com o México produzindo o maior grupo, totalizando 16% de todos os eleitores nascidos fora dos EUA. Mais da metade destes eleitores (56%) vive na Califórnia, Bew York, Texas e Flórida. Pelo menos dois terços vivem nos EUA há mais de 20 anos, 63% são proficientes em inglês.

A população imigrante aumentou de 9,6 milhões em 1965, quando a Lei de Imigração e Nacionalidade entrou em vigor; agora atingiu 45 milhões, representando cerca de 13,9% da população. A maioria é da América Latina ou da Ásia.

“Quase metade (46%) dos eleitores imigrantes elegíveis vive em estados com primárias ou caucus democratas que ocorrem até ou antes de 3 de março, quando ocorre a Super Terça-feira”, disse o estudo.

“A Califórnia realizará as primárias do Partido Democrata em 3 de março, aumentando a participação dos eleitores imigrantes elegíveis do país. Dos 25,9 milhões de eleitores elegíveis da Califórnia, 21% (5,5 milhões) são nascidos fora dos EUA, a maior participação de qualquer estado na Super Terça e no país”, continuou o estudo.

Ainda de acordo com a pesquisa, outros estados que têm grandes populações de imigrantes incluem Texas (1,8 milhão de eleitores elegíveis), Massachusetts (619.000), Virgínia (550.000), Carolina do Norte (307.000) e Nevada (293.000). Esses estados, além da Califórnia, possuem quatro imigrantes elegíveis a cada dez eleitores.

 

Fonte: Redação - Brazilian Times.