3:47 am - Segunda-feira Maio 20, 2019

Liberar carteira de motorista para indocumentados gerou benefícios para CT, afirmam especialistas

22 Viewed
single-thumb.jpg

O estado de Connecticut tem visto uma redução em acidentes de trânsito onde o motorista causa o acidente e foge do local. Especialistas em segurança atribuem esta mudança às politicas estaduais que permitem que imigrantes indocumentados obtenham licença para dirigir.

Este histórico em Connecticut, baseado em dados estaduais e entrevistas com policiais e imigrantes, poderia oferecer lições para Massachusetts e pelo menos outros quatro estados que atualmente debatem se vão conceder carteira de motorista para indocumentados.

Em todo o estado, os acidentes em que o motorista foge caíram 9% entre 2016 e 2018, período em que os indocumentados começaram a ter acesso à licença.

Em todas as 10 cidades de Connecticut com a maior concentração de carteira de motorista emitidas para imigrantes indocumentados, houve menos 1.200 acidentes desde 2016, de acordo com dados obtidos pelo New England Center for Investigative Reporting. Isso é uma queda de 15% em três anos.

Em comparação, em 10 comunidades de Connecticut com menos taxas de liberação do documento para indocumentados, os acidentes subiram cerca de 5% no mesmo período.

“Os números estão chegando ao ponto de tornar as estradas mais seguras, e qualquer queda é uma coisa muito boa”, disse Charles Grasso, um ex-sargento da polícia e especialista em acidentes automobilísticos do Centro de Pesquisa e Segurança no Transporte da Universidade de Connecticut.

Além de Connecticut, 11 outros estados e Washington, DC, permitem que os imigrantes indocumentados tenham direito de dirigir legalmente. Massachusetts está considerando a legislação para implementar um programa similar.

Sebastian, um jovem de 30 anos da Guatemala e residente em New Haven (CT), aproveitou o programa. A WGBH News, que o entrevistou, não usou o seu nome completo por causa do status de imigração.

“Antes de obter a licença, estava com medo porque às vezes eu via um policial estadual e pensava: ‘Espero que ele não me pare’. Mas depois disso, eu tenho a carteira de motorista. Eu me sinto seguro, como o povo americano. Eles dirigem sem preocupações ”, disse.

A lei que permite a Sebastian e outros imigrantes como ele dirijam legalmente entrou em vigor em 2015, criando uma licença marcada com as letras “DO”. Os detentores destas licenças não podem usar o documento para passar pela segurança do aeroporto ou se registrarem como eleitores.

Sebastian teve que provar a residência no estado, pagar US $ 72 e ter seguro do seu carro.

Antes de 2015, ele ficou atrás do volante sem licença por cerca de seis anos – correndo o risco de ser pego pela polícia, multado e possivelmente entregue ao sistema federal de imigração e deportação.

Sebastian e outros imigrantes entrevistados afirmam que, com as novas licenças, eles estão muito menos preocupados que uma simples parada de trânsito possa levá-los às mãos das autoridades federais de imigração.

Alguns especialistas acreditam que a conscientização de motoristas como Sebastian poderia tornar as estradas em Connecticut mais seguras – especialmente quando se trata de acidentes que o condutor poderia fugir do local, porque agora, o imigrante indocumentado não teria motivos para fugir do local de um acidente, devido ao fato de portar uma licença.




Fonte: Redação Braziliantimes
Filed in

Motel 6 vai pagar $12 milhões em indenizações por entregar imigrantes ao ICE

NY pode se tornar “Estado Santuário” para imigrantes indocumentados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of