16.2 C
Nova York
Terça-feira, Setembro 17, 2019
No menu items!

iPhone X é capaz de tirar fotos com qualidade de estúdio

Must Read

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959,...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no...

É muito comum que as companhias falem que seus dispositivos eletrônicos sejam os melhores no que foram propostos a fazer. Tudo bem até aqui, todos têm o direito de vender seu peixe, incluindo a Apple. Há algum tempo, a companhia de Cupertino até mesmo lançou um comercial no YouTube falando sobre a qualidade incomparável do modo retrato de seu iPhone X. O porém é que isto incomodou algumas pessoas, as quais recorreram à Advertising Standard Authority (ASA).

A reclamação destas pessoas era a de que a propaganda da Apple era enganosa, sugerindo que a câmera do iPhone X não era capaz de tirar fotografias com qualidade de fotos de estúdio (Studio Quality), como o comercial deixava a entender. Para o infortúnio dessas pessoas, aparentemente, a Maçã realmente entregou a seus usuários um aparelho celular capaz de executar essa função, ou ao menos é o que alega ASA em sua justificativa às reinvindicações.

No que se refere ao iPhone X, a Apple declarou que a câmera deste aparelho capta uma distância focal de 50mm, a mesma comumente usada por fotógrafos profissionais. A companhia também alegou que o termo “retratos com qualidade de estúdio” não tem um significado definido, permitindo que eles utilizassem o bordão como a melhor forma de explicar o que eles querem entregar.

Em contraponto, a ASA afirmou que a empresa de Cupertino não oferece as exatas ferramentas e tampouco os mesmos efeitos visuais vistos em um estúdio, mas que o anúncio demonstra as verdadeiras capacidades da câmera do dispositivo, apenas. Em sua resposta às reclamações, o órgão alega que reconhece que a câmera do iPhone X possui uma lente focal comumente encontrada em espaços profissionais de fotografia; bem como reconhece que as imagens mostradas no anúncio foram retiradas com o telefone.

Em sua mensagem, o órgão também diz considerar que os efeitos de iluminação, além dos efeitos técnicos e as ferramentas usadas na captura das imagens, desempenharam um papel vital na reprodução de alta qualidade, e muitos destes recursos não estão disponíveis se alguém usar apenas o iPhone X. Todavia, a ASA reconhece que o comercial queria enfatizar os efeitos de iluminação que alcançam uma qualidade equivalente à mostrada no vídeo.

“Entendemos que essas imagens mostradas eram um reflexo verdadeiro das capacidades da câmera do iPhone X”, finaliza o comunicado da ASA; o que concede à Apple o direito de afirmar com orgulho que sim, o seu iPhone X é capaz de tirar retratos com qualidade de estúdio. A vitória desta vez é da Maçã.

Fonte: WCCF Tech
- Advertisement -

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
- Advertisement -

Latest News

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959, na cidade conhecida como a...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no gol do Macabi Tel Aviv,...

Israel se prepara para a revolução do transporte inteligente

Com carros elétricos autônomos e aplicativos de que compartilham carona gradativamente substituindo carros particulares, Israel divulgou um relatório que pretende se tornar a base...

Startup israelense que investe no monitoramento de lavouras mira o Brasil

Três anos atrás, ao se aposentar do serviço na inteligência militar israelense, onde trabalhou mais de 30 anos, Israel Talpaz passou a procurar “o...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -