16.2 C
Nova York
Terça-feira, Setembro 17, 2019
No menu items!

Foto de pai e filha salvadorenhos mortos choca e revela face cruel da imigração ilegal

Must Read

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959,...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no...

A imagem de pai e filhas mortos afogados após tentar atravessar o Rio Grande e chegar aos Estados Unidos de forma ilegal é perturbadora e mostra a face cruel da imigração ilegal. Pai e filha deitados com a barriga para baixo, rostos mergulhados na água turva do Rio Grande   — Rio Bravo para os mexicanos —, que separa o México dos EUA. A cabeça da menina enfiada na blusa do pai, seu bracinho pendurado no pescoço do homem.

O retrato de desespero foi capturado na segunda-feira pela jornalista Julia Le Duc , horas depois de Óscar Alberto Martínez Ramírez ter se afogado com Valéria , sua filha de 1 ano e 11 meses, enquanto tentavam chegar aos Estados Unidos.

A jovem família de El Salvador — Martínez, de 25 anos, Valéria e sua mãe, Tania Vanessa Ávalos — chegou na semana passada na cidade fronteiriça de Matamoros, no México, na expectativa de pedir asilo aos Estados Unidos. A ponte entre os dois países, entretanto, estava fechada até segunda-feira e, conforme caminharam pelas margens do rio, a água parecia suficientemente tranquila para uma travessia a nado.

A família começou a atravessar o Rio Bravo no meio da tarde de sábado. Segundo Ávalos, Martínez nadava com Valéria nas costas, presa em sua camisa, enquanto ela ia atrás, carregada por um amigo.

Conforme pai e filha se aproximavam do lado americano, Ávalos percebeu que seu marido estava ficando cansado e decidiu voltar à margem mexicana. Quando chegou lá e virou para trás, viu os dois se afogarem e serem arrastados pela correnteza. Na segunda-feira, os corpos foram recuperados pelas autoridades mexicanas, algumas centenas de metros à frente, na mesma posição.

“É muito triste que isso tenha acontecido”,  disse o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador, durante entrevista coletiva nesta terça-feira, afirmando, que conforme o número de imigrantes rejeitados pelos americanos aumenta, “há pessoas que perdem suas vidas no deserto ou cruzando o Rio Bravo”.

Enquanto a foto viralizava nas redes sociais nesta terça-feira, Democratas davam passos para aprovar $ 4,5 bilhões em ajuda humanitária para os imigrantes na fronteira com o México.

O deputado Joaquin Castro, líder do grupo latino no Legislativo, estava emocionado enquanto falava sobre a fotografia em Washington. Ele disse esperar que a imagem sensibilize os parlamentares e a sociedade americana para o drama dos imigrantes.

“É muito difícil ver essa foto”, disse Castro. “É a nossa versão da fotografia daquele menino sírio de 3 anos, morto na praia. É isso”, citando uma foto que chocou o mundo há alguns anos de um menino sírio morto no mar. (Com informações do Globo e New York Times)

- Advertisement -

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
- Advertisement -

Latest News

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959, na cidade conhecida como a...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no gol do Macabi Tel Aviv,...

Israel se prepara para a revolução do transporte inteligente

Com carros elétricos autônomos e aplicativos de que compartilham carona gradativamente substituindo carros particulares, Israel divulgou um relatório que pretende se tornar a base...

Startup israelense que investe no monitoramento de lavouras mira o Brasil

Três anos atrás, ao se aposentar do serviço na inteligência militar israelense, onde trabalhou mais de 30 anos, Israel Talpaz passou a procurar “o...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -