Location : Hampton (NH - USA)

Concord segue os passos da Greyhound, que anunciou que vai exigir ordem judicial para permitir a entrada de agentes em seus ônibus.

A Concord Coach Lines, empresa com sede em New Hampshire, anunciou que não vai permitir a entrada de agentes do Border Patrol em seus veículos sem a apresentação de ordem judicial. O anúncio vem dias depois de a Greyhound informar que havia tomado a medida.

Segundo o vice-presidente da empresa, Benjamin Blunt, que seus funcionários serão treinados. “A segurança dos nossos passageiros é nossa prioridade. Entendemos os argumentos e fizemos as mudanças necessárias depois de avaliar todas as implicações, inclusive se isso afetaria a segurança da nossa comunidade”.

Essas empresas de ônibus interestaduais enfrentam pressão por parte da American Civil Liberties Union e de outros ativistas dos direitos dos imigrantes, além do procurador-geral do Estado de Washington, Bob Ferguson. Eles pedem para elas parem de permitir varreduras em ônibus a 160 quilômetros de uma fronteira.

O argumento é que a prática é intimidadora e discriminatória e se tornou mais comum depois da posse do presidente Donald Trump.

A Associated Press reportou recentemente que a Greyhound não é obrigada a permitir que agentes entrem nos ônibus sem ordem judicial. Sempre que era denunciada por ativistas, a empresa dizia que deixava os agentes embarcarem “porque não tinham escolha”.