O presidente e a primeira-dama ouvem ao lado de outras autoridades o Hino Nacional brasileiro, cantado por Christina e James Roldan.

Presidente falou sobre trabalho que vem desenvolvendo à frente do governo, criticou a imprensa e disse que “o Brasil está no caminho certo”

O presidente Jair Bolsonaro participou de um evento na tarde desta segunda-feira (9), no Miami Dade College, em Downtown Miami, onde fez um discurso de trinta minutos para representantes da comunidade brasileira, grande parte formada por admiradores do governo. Estavam presentes pastores evangélicos, políticos do partido Republicano – do qual o presidente é admirador declarado -, entre outras lideranças. A primeira-dama Michelle Bolsonaro também esteva presente.

Em seu discurso, Bolsonaro falou um pouco sobre sua trajetória política, como era desacreditado no início da carreira como deputado e como foi crescendo e ganhando espaço ao longo dos anos. O presidente falou sobre os avanços do seu governo em diversas áreas e ressaltou que “O Brasil está no caminho certo”. Bolsonaro citou

O presidente criticou a imprensa brasileira que, segundo ele, “teve as verbas cortadas a menos de 10 por cento do que era e, por esta razão, só publicam notícias destorcidas ou falsas”. Bolsonaro criticou a Globo e a Folha de S. Paulo em seu discurso.

Bolsonaro não falou sobre a sua cooperação com o governo americano no que diz respeito à facilitação da deportação de brasileiros e não falou com os jornalistas após o discurso.

Estavam presentes o ministro da Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o cônsul-geral do Brasil em Miami, João Mendes Pereiraentre outras autoridades.

O coronel Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, foi ovacionado por admiradores do presidente, integrantes do grupo “Yes Brazil USA”, que tem centenas de integrantes no Facebook e apoiam Jair Bolsonaro e Donald Trump.

O lutador Vitor Belfort e sua esposa Joana Prado também estavam entre os presentes à palestra do presidente.

Seminário

Mais cedo, Bolsonaro participou do seminário empresarial Brasil-Estados Unidos. Durante seu discurso, ele pediu a confiança dos empr

esários americanos nas reformas que o Brasil está implementando e disse que o governo é leal às políticas de liberalização econômica do ministro Guedes.

“Na questão econômica, como disse, a confiança acima de tudo, honrar compromissos, buscar retaguardas jurídicas e garantias é o nosso objetivo. Temos na pessoa do nosso ministro da Economia um homem conhecido dentro e fora do Brasil, o senhor Paulo Guedes, e às suas políticas econômicas somos leais e buscamos implementá-las de todas as formas”, disse.

De acordo com o presidente, o governo quer simplificar, desburocratizar e desregulamentar o ambiente de negócios para atrair investimentos e, para isso, terá o apoio do Congresso.

“Vencemos o primeiro ano com muito sacrifício, tivemos o apoio do parlamento na reforma previdenciária, a mãe das reformas. Outras duas se apresentam pela frente. Conversei ontem rapidamente com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e ele falou que, apesar de alguns atritos, que é normal acontecer na política, a Câmara fará sua parte, buscando a melhor reforma administrativa e tributária”, disse.