O Rabino Tank, relações exterior da World Jewish Confederation (NY) e membro do departramento de lideres religiosos no escritorio exectivo da Casa Branca em Washington D.C, concedeu uma entrevista a casa do Brasil de Nova York, ontem, 3 de novembro, dia da eleição presidencial de 2020 nos Estados Unidos.

Rabino, devemos orar pelo presidente?

O Rabino Menachem Meiri, o grande rabino espanhol e Maimonedian escreveu que a oração pelo governo não é uma recomendação, mas é obrigatória.

Vale a pena mencionar um estudo judaico encontrado no livro de Pirkei Avot (Livro de éticas) Capítulo 2, seção 2, citando Rabban Gamliel:

“Cuidado com os governantes, pois eles fazem amizade com alguém apenas para seu próprio benefício; agem amigavelmente quando isso os beneficia, mas não apoiam ninguém na hora de necessidade ”.

Mas como devemos orar?

Uma das coisas mais importantes da oração é saber porque você está orando. A verdade é que, embora a oração possa ser inspiradora, ela também exige esforço.

Não deve haver nada mais emocionante do que ter uma audiência privada com D’us, onde podemos nos abrir para Ele e dizer-Lhe nossos pensamentos mais íntimos. Por outro lado, é preciso algum esforço para entender exatamente do que se trata a oração e aumentar nossa concentração para realmente nos conectarmos com D’us na oração.

O Rabino Tank termina a reuniao com uma oração:

“Nosso D’us e D’us de nossos ancestrais: Aceite com misericórdia nossa oração por nossa terra e seu governo. Derrame sua bênção sobre esta terra, sobre seu presidente (eleito ou reeleito), juízes, oficiais e funcionários, que trabalham fielmente para o bem público. Que D’us coloque em seus corações e nos corações de todos os seus conselheiros que façam o bem a nós e com as outras nações, Amém”.

Que D’us responda a todas as nossas orações com Sua bondade e misericórdia e que D’us abençoe a América.

Shalom!

Rabino W.Tank