Alerta é voltado principalmente a pessoas com sistema imunológico fragilizado, problemas pulmonares e cardíacos e pessoas com histórico de pressão alta e diabetes

O Departamento de Estado americano divulgou um comunicado no domingo (8) pedindo que americanos evitem viagens em cruzeiros marítimos por causa da proliferação do coronavírus. O alerta é dado principalmente a pessoas com sistema imunológico fragilizado, problemas pulmonares e cardíacos e pessoas com histórico de pressão alta e diabetes.

Segundo o Centers for Disease Control and Prevention, pessoas com condições de saúde pré-existentes devem evitar esse tipo de viagem. “Os recentes casos de COVID-19 reportados em navios de cruzeiro mostram o risco de infecção nesses locais com grande aglomeração de pessoas. O vírus se espalha mais fácil em locais como navios”, alerta o CDC.

Nos Estados Unidos, 34 estados já registraram casos do coronavírus. O total de casos confirmados chega a 565, com 22 mortos. Em todo o mundo, o vírus já matou 3.800 pessoas.

Entre os contaminados nos EUA, 46 foram contaminadas a bordo do navio Diamond Pricess no Japão e outras 21 pessoas contaminadas no Grand Princess na Califórnia.

“Queremos pedir para as pessoas idosas, com problemas pré-existentes de saúde que se protejam, evitem locais com grandes aglomerações. Avalie se é realmente necessário embarcar em cruzeiro neste momento. A maioria das pessoas não terá problemas, mas para quem tem problemas de saúde, esta é a hora de repensar sobre essa viagem”, afirma o médico Jerome Adams à CNN.