Em janeiro de 2016, a brasileira Kamila Marques, que tem 33 anos de idade, foi diagnosticada com câncer de mama invasivo em estágio 2A. Ela, que reside em Filadélfia (Pensilvânia), vem lutando contra o avanço da doença desde então. Em uma publicação feita nas redes sociais, amigos que a estão ajudando nesta batalha revelaram que a doença se espalhou para outras partes do corpo.

Kamila realizou tratamentos de quimioterapia e isso a impediu de trabalhar e não consegue ajudar nas despesas familiar. Por isso, ela iniciou uma campanha para ajudar a arrecadar dinheiro para custear as despesas médicas e as pessoas. Para isso uma conta foi aberta no site GoFundMe com o objetivo de arrecadar a quantia de US$30 mil. Até a tarde deste domingo, já havia sido arrecadado pouco mais de US$12 mil.

Na página da campanha, a brasileira escreveu:

“Meu nome é Kamila Marques e tenho 33 anos. Em janeiro de 2016, meu mundo virou de cabeça para baixo quando percebi um nódulo durante um autoexame de mama. Depois de várias consultas, testes e procedimentos, fui diagnosticada com câncer de mama, chamado carcinoma ductal invasivo no estágio 2A. Fiquei aterrorizada, mas apoiei-me na minha fé em Deus e também tive o apoio do meu marido, minha família e amigos”.

“Meu tratamento começou em fevereiro de 2016, quando fiz minha segunda cirurgia (uma lumpectomia) que consiste na remoção parcial da mama. Infelizmente, tive uma infecção após a cirurgia e fiquei hospitalizada por cinco dias para tomar antibióticos. O tratamento quimioterápico começou em maio com quatro ciclos a cada três semanas. Foi um tratamento muito difícil, tive muita náusea, dor no corpo e muita fraqueza”.

“Tive reações alérgicas aos medicamentos quimioterápicos e no terceiro ciclo, tive um princípio de ataque cardíaco e a médica teve que interromper o tratamento e trocar o medicamento quimioterápico. Após o tratamento quimioterápico, em julho, iniciei uma série de 30 sessões de radiação, minha oncologista prescreveu um medicamento para terapia hormonal (tamoxifeno) e não consegui mais voltar ao trabalho. Embora tenhamos seguro de saúde, o tratamento contra o câncer é muito caro e em outubro de 2016, meu marido já havia gasto cerca de US $ 6.500 em despesas médicas, mesmo após o seguro pagar a sua parte”.

Ela disse que resolveu compartilhar sua história porque depois de todo esse tempo lutando, agora estpa precisando muito de ajuda. “Se puder, envie uma doação (qualquer quantia) para ajudar a financiar minhas despesas médicas.

Isso me daria a segurança necessária para que eu pudesse concentrar as minhas energias no meu tratamento e na minha luta. Agradeço a todos pela generosidade e oro a Deus para abençoar a todos”, concluiu.

Para ajudar nesta campanha acesse o link https://bit.ly/2uNUZnO e faça uma doação de qualquer valor.