Aline morreu em trágico acidente em Pompano Beach (Foto GoFundMe)

Amigos da jovem, que era muito querida e admirada, estão completamente arrasados com a morte de Aline, que era filha única e morava nos EUA desde os três anos de idade.

Um motorista dirigindo em alta velocidade – no final da tarde de quarta-feira (19) na altura do número 600 da Northeast 10th Street em Pompano Beach – atropelou a brasileira Aline Palla Acosta, de 27 anos, matando a jovem na hora. O carro, um Nissan, depois de atingir Aline que estava andando de patins, bateu em uma árvore e se partiu ao meio. O motorista e a passageira do veículo foram ejetados do carro e estão internados em estado grave.

Testemunhas disseram que o Nissan estava sendo perseguido por uma SUV na região que fica o aeroporto de Pompano Beach e Aline estava andando de patins em uma área que é designada para a pedestres. “Eu cheguei a ligar para o 911 quando vi o Nissan dirigindo a quase 100 milhas por hora”, disse um morador da região que viu tudo. “Sinto muito pela família da moça inocente, que estava andando de patins e morreu de forma tão trágica. Meus pensamentos e orações estão com a família dessa moça”, disse o morador ao Canal 7.

Amigos criaram uma página no GoFundMe para arrecadar recursos e enviar as cinzas de Aline para a família no Brasil. “Como muitos de vocês sabem, Aline Palla Acosta perdeu sua vida em um trágico acidente enquanto andava de patins em Pompano Beach. Aline era uma jovem mulher cheia de alegria. Qualquer pessoa próxima a ela, a descreveria como uma pessoa gentil e linda por dentro e por fora”, diz o texto da página.

O motorista do Nissan foi identificado como Endail Thomas, de 25 anos, e a passageira como Melissa Gregoire, de 37. As investigações sobre o acidente continuam.