16.2 C
Nova York
Terça-feira, Setembro 17, 2019
No menu items!

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

Must Read

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959,...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no...

Bryant Park em Manhattan, onde celebramos o 7 de setembro em frente a Estátua de José Bonifácio. 

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos.

Fundada em 1959, na cidade conhecida como a capital do mundo, a CB-NY foi também responsável pela publicação do primeiro jornal brasileiro nos Estado Unidos.

Maestro Heitor Villa Lobos

Em 1960, a CB-NY realizou seus primeiros eventos culturais, sendo que, em meados de novembro, passou a contar com o apoio da então, Cônsul-Geral em Nova York, Sra. Dora Vasconcellos, que com muito afinco se esmerou em realizar contatos com personagens de relevo da música erudita, como, por exemplo, o Maestro Heitor Villa Lobos a fim de dar mais visibilidade aos nossos eventos.

O cantor João Gilberto

Em 1962, com o sucesso da Bossa Nova  que se tornou um dos movimentos mais influentes da história da música popular brasileira , os oficiais do Governo Federal e o Ministro das Relações Exteriores (Itamaraty) acreditaram que seria possível conectar a música com a política no Brasil, momento em que a Sra. Dora Vasconcellos sugeriu ao Itamaraty patrocinar a vinda de vinte e dois músicos brasileiros para tocar e cantar em Nova York.

Outra figura importante para a Casa do Brasil em Nova York foi Nair Mesquita, funcionária do Consulado Geral, foi a pioneira do carnaval brasileiro em Nova York. Restrito aos funcionários, militares, empresários, em visita a cidade. Acontecia em cobertura na Segunda Avenida.

Hotel Woodstock em Manhattan

Em 1965, a CB-NY realizou no Hotel Woodstock em Manhattanprimeiro e tão famoso Baile de Gala Brasileiro em Nova York que contou com a presença de autoridades e celebridades brasileiras, americanas e hispano-americanas.

Logo após o evento, os donos do Woodstock reafirmaram a parceria com a CB-NY para a realização de outros eventos culturais, tendo, em 1967, ocorrido o primeiro Brazilian Day, que, desde então, passou a ser a nossa marca e o principal movimento cultural do nosso sete de setembro, o qual é comemorado anualmente.

No dia 21 de junho de 1970, pela primeira vez uma final de jogo de futebol foi transmitido via satélite e a Casa do Brasil foi o local onde brasileiros foram assistir a vitória da seleção brasileira no México, conquistando assim o tri-campeonato mundial de futebol.

Benito Romero, então presidente da Casa do Brasil, levou a festa para a Madison Square Garden, com duas bandeiras do Brasil e algumas dançarinas brasileiras de bares da broadway.

Estilista Zuleika Angel Jones

Em 1971, a CB-NY organizou o primeiro desfile de moda International Dateline Collection III – Holiday and Resort, da estilista Zuzu Angel, na residência do cônsul do Brasil em Nova York, Sr. Lauro Soutello Alves. Importante ressaltar, que a CB-NY segue contribuindo com a divulgação de estilistas brasileiros na semana da moda de Nova York (NYFW-New York Fashion Week), onde nesta última edição contou com a participação da estilista Chris Barreto que apresentou sua coleção na Saphira & Ventura Art Gallery.

Estátua de José Bonifácio em Nova York

Em 1972, em decorrência do sucesso relevante e sui geniris dos eventos culturais realizados, a CB-NY – com o apoio dos nossos então, Embaixador Sr. João Augusto de Araújo Castro e Cônsul Geral em Nova York o Sr. Lauro Soutello Alves –, solicitou ao então, Governador Nelson Rockefeller, que “O Dia do Brasil” – realizado no dia sete de setembro – fosse proclamado nos Estados Unidos e comemorado nas ruas de Nova York, tendo o primeiro evento ocorrido na Avenida das Américas (6th Ave) em frente ao monumento de José Bonifácio. O Brazilian Day passou a ser celebrado igualmente em outras cidades dos Estados Unidos, bem como em capitais de outros países, tais como Paris, Londres, Lisboa, Tóquio, dentre outros, sendo que a partir do ano de 2007 também passou a ser transmitido ao mundo pela TV Rede Globo.

O Rei Roberto Carlos

Em 1973, a CB-NY promoveu a vinda do nosso Rei Roberto Carlos para realizar um show no The Town Hall, e teve a venda de ingressos esgotados.

 

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé

Outro momento memorável que envaidece nossa história ocorreu em 1975 com a presença ilustre do Rei Pelé na CB-NY. Aliás, o Rei Pelé é um visitante assíduo da CB-NY. Dentre essas visitas, podemos citar sua passagem em 2014 para autografar o quadro que o artista plástico brasileiro Renê Nascimento fez em sua homenagem. Nesse mesmo período, o Rei Pelé realizou o lançamento de seu livro, Why Soccer Matters – Porque o futebol importa, em tradução livre –, na livraria da Fifth Avenue, relatando suas experiências vividas no mundo como embaixador mundial da modalidade e em trabalhos humanitários com o UNICEF.

Destaca-se também a visita de outras autoridades, celebridades e líderes religiosos ilustres tanto brasileiro como americano que passaram e ainda passam pela CB-NY ao longo desses últimos 60 anos.

Os fatos acima evidenciados, demonstram que o embrião responsável pela disseminação da cultura brasileira no exterior foi concebido pela CB-NY, emergindo com preito nossa cultura internacionalmente.

Brasileiros em Nova York nas eleições de 2018

Outro momento histórico sucedido recentemente, mais especificamente em 2018, refere-se à influência dos brasileiros residentes em Nova York na campanha em prol da mudança da liderança presidencial no Brasil, a qual a CB-NY se orgulha em relatar em sua história.

“A mudança do Brasil começou aqui, em solo americano, a maior zona eleitoral no exterior. Somos dois milhões de brasileiros nos Estados Unidos, porém somos a voz de mais de duzentos milhões de cidadãos, que, com muita perseverança, lutam para reconstruir a nossa Pátria amada Brasil”.

“Que a parceria entre a Casa do Brasil com o nosso novo governo seja sólida para juntos lutarmos pelo bem de todos os cidadãos brasileiros, hasteando a bandeira da ordem e do progresso, da justiça, da ética, do bom caráter, dos bons costumes e da reeducação dos valores morais e cívicos, fundamentados pelo princípio da fraternidade constitucional.” 

Nossos sinceros agradecimentos,

Rabino William Obaddia Tank
Presidente da Casa do Brasil em Nova York
Relações Exteriores da Câmera de Comércio Trilateral BRASIL – ISRAEL – EUA
Chefe do Comitê de Capelania e Juiz de Paz nos Estados Unidos

- Advertisement -
- Advertisement -

Latest News

BRDay NY agita os EUA

Apesar de ser uma festa brasileira, o BR Day NY está movimentando pessoas de diversas nacionalidades que moram nos...

A Casa do Brasil Comemora 60 anos

A História da Casa do Brasil em Nova York (CB-NY) remonta à instalação do primeiro Centro Cultural Brasileiro nos Estados Unidos. Fundada em 1959, na cidade conhecida como a...

Em Israel, ex-goleiro do Flamengo divide tempo entre exército e carreira no futebol

Daniel Tenenbaum defendeu clube Rubro-Negro por dez anos e agora vive vida dupla nas forças aéreas israelenses e no gol do Macabi Tel Aviv,...

Israel se prepara para a revolução do transporte inteligente

Com carros elétricos autônomos e aplicativos de que compartilham carona gradativamente substituindo carros particulares, Israel divulgou um relatório que pretende se tornar a base...

Startup israelense que investe no monitoramento de lavouras mira o Brasil

Três anos atrás, ao se aposentar do serviço na inteligência militar israelense, onde trabalhou mais de 30 anos, Israel Talpaz passou a procurar “o...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -